segunda-feira, março 23, 2009

Pancada na alma...

É assim que me sinto. Depois de outra demonstração de ódio do pai de minha sobrinha, me senti muito mal. Tudo porque ía lhe falar de uma clínica de oftalmologia em que ele poderia levá-la para consultar. Seu coração não abranda, tem ódio porque a amo, cuidei dela e ela também me ama, assim como ama outra tia. Sofro com tanta brutalidade, talvez eu tenha culpa de alguma coisa, mas sempre quis o melhor para ela. É uma situação difícil. Carrego uma carga bem grande, olho o futuro com medo e lágrimas nos olhos. E hoje, depois de sentir dores na coluna, o alívio veio quando fiz escorrer água benta nas minhas costas. Penso tanta coisa. Eu a amo muito, sofro por ela. E agora com minha mãe doente, alzheimer, fico ainda mais triste. Lembro de anos passados, não poderia adivinhar todas essas situações. Dizem que a cada sete anos, nossa vida muda. Não vejo mudanças para melhor. O tempo passa muito rápido e depois de certa idade, mais ainda. Que Deus me abençôe, abençôe a toda minha família dando-lhes muita paz, tranquilidade, saúde e prosperidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário